Terceiro ataque da Junta Militar da Renamo faz cinco feridos

Loading...

Quatro veículos foram alvo de disparos perto do Rio Pungoé, na fronteira entre os distritos de Gorongosa e Nhamatanda, na província de Sofala, no início da manhã de quarta-feira, 4 de setembro. Não houve mortes, mas cinco pessoas sofreram ferimentos graves e estão sendo tratadas num hospital. Os veículos estavam viajando para o norte de Inchope e continuaram sua jornada quando estavam a ser alvejados.

O administrador do distrito de Gorongosa, Sabeti Morais, confirmou os ataques. Acredita-se que os ataques sejam de um grupo dissidente de guerrilheiros da Renamo que rejeita a eleição de Ossufo Momade para Presidente do partido e também o seu recente Acordo de Paz com o Governo. Têm uma base nas montanhas da Gorongosa e ameaçaram inviabilizar as eleições. Eles se autodenominam Junta Militar da Renamo e são liderados por Mariano Nhongo.

Este é aparentemente o terceiro ataque do grupo. O segundo foi um ataque em meados de Agosto a uma ambulância transportando membros da Frelimo que viajavam da Gorongosa para o norte até Maringue. O primeiro ocorreu na noite de 1 de Setembro no Posto Administrativo de Nhamadzi, norte de Gorongosa, onde uma pessoa foi baleada no braço Renamo enquanto voltava para casa. (JH/CIP).

Fonte: Carta De Moçambique

Loading...

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *