Moçambique não vai disputar o AfroCan por falta de fundos

A selecção nacional de basquetebol sénior masculina já não irá disputar o Afrocan, devido a falta de fundos. A Federação Moçambicana de Basquetebol comunicou, quarta-feira, aos jogadores e a equipa técnica que não havia conseguido apoio para viabilizar a participação de Moçambique nesta prova que inicia dia 19, em Bamako, Mali.

SACRIFICAR-SE PARA NADA…

É um caso sem igual em Moçambique. Ignoraram as péssimas condições de treinamento e uma viagem atribulada e desgastante via terrestre ao Zimbabwe, em defesa da pátria moçambicana. Abandonaram o conforto dos seus lares para, como sempre, defenderem com brio as cores de Moçambique na quadra.

Ainda assim, imbuídos de um espirito de sacrifício, arrancaram a ferro – eram, na verdade, os favoritos na fase preliminar da zona VI dado o seu historial – uma qualificação para o AfroCan, competição a realizar-se este mês em Bamako, no Mali.

Regressaram a país e, segunda-feira última, iniciaram a preparação no pavilhão do Desportivo de Maputo. Terça-feira, os jogadores ainda treinaram no início da tarde no pavilhão do Desportivo mas depois foram comunicados de que deviam parar, segundo apurou O “País“ de uma fonte da Federação Moçambicana de Basquetebol
Quarta-feira, quando a “bomba estoirou“, jogadores e equipa técnica reuniram-se com a direção da Federação Moçambicana de Basquetebol, onde receberam a informação de que não havia dinheiro para custear a deslocação ao Mali onde disputariam o AfroCan.

A FMB justificou-se no facto de alegadamente ter contactado uma instituição bancária da praça que prometeram apoiar, mas esta viria a mostrar indisponibilidade para o efeito e que o tempo era escasso. Os jogadores e equipa técnica, naturalmente, foram encontrados desprevenidos e chegaram mesmo a manifestar disponibilidade para procurarem patrocínio.
”O País” tentou, sem sucesso, falar com o presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol pois este não atende as chamadas a si efectuadas.

SELECÇÃO SUB-19 JÁ NÃO VAI ESTAGIAR NA ÁFRICA DO SUL

A selecção nacional de basquetebol sub-19, que de 20 a 28 de Julho corrente irá disputar o Mundial, já não vai disputar este fim-de-semana um torneio quadrangular em Joanesburgo, África do Sul, enquadrado na sua preparação para o evento.

Havia previsão de Moçambique fazer jogos de controlo, no quadrangular, diante da selecção sul-africanas e equipas locais. Desta forma, as “guerreiras” subn-19 vão Mundial sem terem tido um estágio pré-competitivo fora de portas e com uma preparação deficiente ao nível interno.

De resto, as meninas foram sujeitas a treinos no campo aberto do Ferroviário de Maputo neste período de inverno. Mais: faltou, nos primeiros dias de preparação, lanche e acesso ao ginásio por parte das atletas.
É no meio destas adversidades que Moçambique vai procurar uma boa prestação diante da Tailândia, Canadá e Letónia.

MINISTRA NYELETI MONDLANE AINDA NÃO FOI INFORMADA

Tal como lhe competia, o “O País” contactou telefonicamente a ministra da Juventude e Desporto, Nyeleti Mondlane, que disse não estar informada sobre a não participação de Moçambique no AfroCan.
Mondlane aconselhou o “O País” a contactar o presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol, Francisco Mabjaia, para melhor se inteirar sobre o assunto.

Mondlane disse ter informação de que três selecções femininas que irão viajar para participar de provas. Sabe-se que a selecção sénior feminina vai participar no Afrobasket 2019, em Dakar, Senegal, e a sub-19 tem o Mundial da Tailândia.

O País

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *