Deolinda Mabote é a nova líder da natação nacional

A antiga nadadora do Maxaquene e do Ferroviário de Maputo Deolinda Mabote foi eleita nova presidente da Federação Moçambicana de Natação  após vencer a concorrência de Jeremias da Costa por 3-2. Deolinda vai substituir no cargo Fernando Miguel.

Na mesa de eleição estavam duas listas de candidatura para um cargo presidencial na Federação Moçambicana de Natação, numa acto que contou, pela primeira vez, com cinco associações provinciais, e acabou com a indicação da lista B para dirigir os destinos da modalidade nos próximos cinco anos.

Por um lado, Jeremias da Costa, fundador do clube Tubarões de Maputo, que liderava a lista A, e por outro Deolinda Mabote, antiga nadadora que liderava a lista B.
Das cinco associações provinciais, três delas votaram pela lista da Deolinda Mabote e outras duas pela lista de Jeremias da Costa.

Assim, Deolinda Mabote, que concorreu para o cargo pela segunda vez consecutiva, vai dirigir a natação nos próximos cinco anos.

A nova presidente prometeu expandir a prática da modalidade pelo país em cumprimento do slogan do elenco “Natação para todos, a Caminho de uma Nova Era”. Mabote diz que é seu objectivo principal “tornar a natação massificada, criar bons atletas e levar esses mesmos atletas aos vários palcos internacionais e cumprir com o desafio de organizar os campeonatos nacionais”. Mas ainda, a nova presidente da Federação Moçambicana de Natação tem apostas para o seu mandato, nomeadamente “dos técnicos, dos próprios atletas e dos monitores”, afinal “tendo bons técnicos, a possibilidade de ter bons atletas é também grande”, segundo Deolinda Mabote.

Já o presidente cessante, Fernando Miguel, diz sair de cabeça erguida, convicto de ter feito o melhor de si para o desenvolvimento da modalidade. “É um sentimento de muita satisfação porque conseguimos aprovar vários instrumentos que vão nortear a natação daqui para frente”, segundo Fernando Miguel. Mas também porque “conseguimos implementar o nosso manifesto em grande medida, onde agora já temos a natação a ser praticada em dois níveis de competição, nomeadamente o Campeonato Nacional de Massificação e o Campeonato Nacional de Alta Competição”.

A eleição ocorreu durante a assembleia geral extraordinária que contou com a presença das associações provinciais de Sofala, Tete, Inhambane, cidade e província de Maputo.

O País

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *