Alunos já tem em sua posse exame de Matemática que vai ser realizado essa tarde

O exame de Física de ontem (10a Classe, 2a Época) começou a circular logo cedo e quando “Carta” teve acesso ao mesmo, via whatsApp, tratou logo de aferir se era verdadeiro ou não. As 12 horas decidimos escalar a Escola Secundária Estrela Vermelha, para obtermos mais detalhes sobre o vazamento de um exame que seria realizado às 15h. No local, os alunos vinham de todos os lados.

A maioria das alunas vestiam saias maxi, preocupando-se em esconder as cábulas nos bolsos dos calções debaixo das saias. Os rapazes exultavam por terem conseguido obter o exame de borla. Por volta das 13 horas, a partilha viralizava no WhatsApp e cada aluno questionado dizia ter recebido o exame doutro dcolega. Algumas alunas afirmaram ter conseguido o exame através dos estudantes das Escolas Noroeste 1 e 2, sediadas no bairro da Maxaquene.

Por volta das 14h30, aproximámo-nos de um grupo de jovens que escondiam cábulas nas máquinas calculadoras, outros nas sapatilhas. Uns gritava, sem medo, que tinham o exame todo resolvido. Quando a repórter de “Carta” aproximou-se dos alunos para obter o exame e as respostas, um jovem levou-a um cantinho para fazer a negociação. Fomos até uma barraca defronte da escola, onde a negociação foi feita. Compramos o enunciado e as cábulas. O que não esperávamos é que com 600 Mts teríamos “dois em um”. Com um olhar desconfiado, um jovem vendeu-nos o exame de Física e de Matemática (de hoje) com as respetivas correções. Sem rodeios afirmou que os colegas que haviam feito o exame de inglês mais cedo também tiveram acesso ao mesmo no dia anterior. “Em suma, eu diria que todos os exames vazaram porque desde o dia em que iniciamos as provas há movimentos de papelinhos contendo as respostas,” disse o aluno.

Enquanto os alunos procediam a troca de cábulas em frente à escola, uma contínua apercebeu-se do ato e de imediato repreendeu-lhes e alertou que o exame seria anulado. Mas o exame foi feito. Findos os 90 minutos do exame, alunos transbordavam de alegria por terem conseguido copiar as respostas sob o olhar atento de cinco professores que foram escalados para controlar o exame em cada sala de aulas. No fim do dia, o exame tinha sido cancelado. Não conseguimos apurar se o exame de Matemática, marcado para hoje, vai ser feito. O enunciado e uma cábula com as respostas foram compradas por “Carta” e ilustram este artigo.

(Marta Afonso)(Carta)

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *