Ferroviário da Beira a noventa minutos da fase de grupos da liga dos campeões africanos

O Ferroviário da beira recebeu e venceu ontem a equipa liberiana Barrack Young controllers (BYC) por 2 – 0, em partida a contar para primeira mão da última eliminatória de acesso à fase de grupos da liga dos campeões africanos.

O jogo teve como palco, campo de ferroviário da Beira ou se preferirem Caldeirão do Chiveve as 15 horas, numa partida em que os donos de casa tinham responsabilidades acrescidas jogando em casa e como também representante dos mais de 26 milhões de moçambicanos do Rovuma ao Maputo.

Os donos de casa apoiados pelo seu público entraram determinados para ensinar BYC uma das frases mais sonantes do hino nacional “nós juramos por ti, ó Moçambique: nenhum tirano nos “derrotar“. Fruto disso a turma locomotiva chegaria ao golo aos 39′ por intermédio de Maninho, camisola 9, resultado com que as duas equipas recolheram para o balneário.

A segunda parte reatou com a turma do Chiveve a colocar as turbinas a todo vapor e a locomotiva apitar em todos cantos do meio terreno adversário, encurralando os Libérianos para seu último reduto. Os locomotivas podiam ter dilatado o score mas DAYO não esta com o pé em dia sim.

O BYO numa recuperação da bola e saindo com belos passes podia ter chegado ao empate mas o guardião Willard teve que justificar a sua titularidade, e quem não arrisca, arrisca – se a sofrer o BYC sofreria o segundo golo por intermédio de DAYO de cabeça aos 75 minutos.

Apesar da derrota o BYC mostrou que é uma equipa forte principalmente a sair em velocidade com a bola renta no relvado e goza vantagem na componente velocidade.

A segunda mão está marcada para o dia 19 do corrente mês na capital liberiana.

Por: João Mucare

Loading...

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *