O ex-presidente do Brasil “Lula” da Silva, que está preso há dois meses por ter sido condenado por corrupção, divulgou esta sexta-feira um manifesto em que assume a