PRM afirma categoricamente que cidadão morto na circular não era agente da Polícia

A Polícia da República de Moçambique (PRM) afirma de modo indiscutível que Miro Chilaúle, cidadão crivado de balas, última sexta-feira na Estrada Circular de Maputo, nunca fez parte da corporação. Recorde-se que dois indivíduos foram mortos a tiro, na última sexta-feira, na Cidade de Maputo, um na avenida 24 de Julho e o outro na Estrada Circular suposto”Polícia”. Este último, é apontado tanto pelos familiares assim como pela Associação Moçambicana de Polícias, como agente da…

"PRM afirma categoricamente que cidadão morto na circular não era agente da Polícia"