O Secretário-geral do Movimento Democrático de Moçambique ( MDM ) diz que o seu partido vai respeitar a vontade de Venâncio Mondlane desde que a manifeste por escrito.