O processo de desmobilização e reintegração dos guerrilheiros da Renamo é irreversível e deverá ocorrer dentro do espírito dos consensos alcançados no diálogo entre o Presidente da República,