Moçambola – Podemos esperar uma volta?

O Moçambola estava na quarta ronda quando foi suspenso pelo Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi. O campeonato que começou a 16 de janeiro teve de parar devido à situação em que o mundo vive. 

Já em janeiro, quando a bola começou a rolar, era possível ver a mistura de felicidade e tristeza dos adeptos porque, embora a liga tivesse uma definição sobre a data que iria começar, as bancadas não tinham (e ainda não têm) data para receber novamente os apaixonados pelo futebol.

O primeiro jogo já foi um espetáculo, o ENH Vilankulo venceu por 4-1 pelo Ferroviário Nalaca e o melhor é que os jogos cheios de golos não ficaram por aqui. Só no dia seguinte, a 17 de janeiro, foram marcados por coincidência 17 golos no campeonato.

Com um pouco de esperança, o torneio cresceu e aplaudiu muitos dos apaixonados, mas apenas por quatro rondas. O anúncio do presidente deixou uma preocupação no ar: A liga voltará em 2021?

O medo não é infundado, depois de ter sido adiado por um ano, esperava-se que realmente todo o campeonato pudesse acontecer, com a maior segurança possível e sem grandes problemas. Não foi isso que os adeptos viram na última semana mas, o esperado é que sim, o campeonato deve regressar no início de março com toda a sua força. 

Entretanto, os jogadores vão ficar à espera de poder voltar a treinar, uma vez que também não é permitido neste momento. Mas para deleite de muitos fãs, os jogos de muitos países continuam e é possível apostar neles diretamente na Betway.

Os campeonatos europeus, brasileiros e muitos outros países e continentes estão abertos. Por exemplo, o Brasileirão, a Copa da Inglaterra entre muitos outros que podem ser vistos na plataforma da Betway e que ainda estão cheios de emoção.

Apesar de o Moçambola ter sido adiado, as emoções também não faltaram nestas primeiras rondas. Costa do Sol, o último campeão, está agora no quinto lugar, com duas derrotas e duas vitórias. A equipa que está em primeiro lugar é a Black Bulls, que aproveitou a boa fase, somando três vitórias e um empate e 10 pontos no marcador geral.

A maior preocupação dos selecionadores agora é a possibilidade de o Moçambola coexistir com os jogos da CAN e a falta de preparação que os jogadores da seleção nacional vão enfrentar quando estiverem em campo. São novamente dias e dias sem treino e também sem o estudo dos passes e cuidado que o selecionador, Luís Gonçalves deve ter com cada jogador.

Com o Moçambola em curso seria possível cuidar destes dois aspetos, os jogadores estariam em forma e seria possível verificar as suas fraquezas depois de tanto tempo sem os ver jogar. A partir de 7 de março será possível acompanhar o resto do torneio, que tem um total de 26 jornadas. Mas nas palavras do selecionador nacional, o tempo entre os jogos será muito curto, uma vez que vão defrontar as equipas do Ruanda e de Cabo Verde já no final de março.

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *