Insurgentes decapitam mais de 50 pessoas em Cabo Delgado – Moçambique

Um campo de futebol foi transformado num local de execução onde os corpos foram decapitados e desmembrados.

Mais de 50 pessoas foram decapitadas no Norte de Moçambique por um grupo de radicais islâmicos, segundo avança a BBC. Os militantes radicais transformaram um campo de futebol num local de execução, onde os corpos das vítimas foram decapitados e desmembrados.

Os confrontos têm acontecido na província de Cabo Delgado, rica em gás desde 2017. Mais de duas mil pessoas foram mortas e 430 mil ficaram sem casa na sequência de diversos confitos naquela província de maioria muçulmana.

Os radicais estão ligados ao Daesh e exploram a pobreza e o desemprego para recrutar novos militantes para estabelecer o domínio daquela região africana.

Os homens armados dispararam e incendiaram casas na aldeia de Nanjaba na passada sexta-feira. Duas pessoas foram decapitadas e várias mulheres sequestradas.

O Governo de Moçambique já pediu ajuda internacional para ligar com o problema e conter os violentos ataques que têm sido levados a cabo ao longo dos últimos tempos.

Fonte: CMJORNAL

Adicionar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *