Nhongo ataca em plena trégua

A informação foi anunciada pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, esta quarta-feira, 28 de Outubro, em Maputo, na abertura da XI Reunião Nacional das Autarquias Locais.
“A Junta Militar voltou no dia 26 de outubro, às 18 horas, a disparar contra um autocarro de passageiros na província de Sofala”, afirmou o estadista moçambicano, dando garantias de que a trégua vai continuar. “Mantenho a minha posição de não perseguir (a Junta Militar), para dar espaço a esses contactos que estão a ser estabelecidos”, declarou.
Para Nyusi, que é também o Comandante em Chefe das Forças de Defesa e Segurança, o ataque pode ser indicação de que a Junta Militar da Renamo ainda não tinha informação sobre a trégua, por isso mantém a decisão de não persegui-la.
Sala da Paz

Adicionar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *