Covid-19: Os baixos números divulgados na África são por falta de testes, diz OMS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou esta sexta-feira que a pandemia de covid-19 está subdiagnosticada em África, devido à escassez de testes.

Em conferência de imprensa na sede da organização, em Genebra, o diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, afirmou que há “tendências preocupantes” em África.

“Na semana passada, houve um aumento de 51 por cento no número de casos registados em África e um aumento de 60% nas mortes”, afirmou o responsável da OMS, salientando o “desafio de obter testes”.

“É provável que os números reais sejam mais altos do que os declarados”, afirmou, garantindo que a OMS está a tentar, com parceiros como a União Africana e o Centro de Controlo de Doenças africano, aumentar o número de testes a chegar àquele continente.

No princípio da próxima semana, deverão chegar um milhão de testes para serem usados em todo o continente africano, indicou.

A nível global, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 145 mil mortos e infetou mais de 2,1 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 465 mil doentes foram considerados curados.

Euronews

Loading...

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *