A propósito do Dia Mundial da Paz, Nyusi escreve a Papa Francisco

A missiva ao papa, com data de quarta-feira e divulgada ontem pela Presidência, surge na sequência da mensagem de Francisco, a propósito do Dia Mundial da Paz, assinalado a 01 de Janeiro.
Filipe Nyusi recorda que o povo moçambicano “conhece o valor da paz porque já experimentou o drama da sua ausência e desfrutou dos benefícios da paz, por longos 22 anos”, aludindo ao acordo que Governo e Renamo assinaram em Roma em 1992, encerrando mais de uma década e meia de guerra.

“Hoje, infelizmente, vemo-nos desafiados a resgatar uma paz efectiva. Por mais tortuosos que sejam os seus caminhos, perseveraremos, porque estamos conscientes de que só com a paz teremos solução para os nossos problemas”, assinala o chefe de Estado sobre o regresso do conflito em Moçambique.

Nyusi expressou gratidão pela mensagem do papa, referindo que se identifica com ela, porque a paz “é uma construção social que parte do íntimo de cada um” e deve ser construída por “razões e caminhos correctos para que os seus alicerces sejam firmes”.

Na mensagem, o Presidente manifestou ainda o desejo de aprofundar o diálogo com o papa.

Na sua mensagem pelo Dia Mundial da Paz, Francisco referiu-se a “um mundo dilacerado” e a “uma violência que se exerce aos pedaços” e que tem como único resultado “desencadear represálias e espirais de conflitos letais que beneficiam apenas a poucos senhores da guerra”.

FONTE: Folha de Maputo

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *