Um curandeiro homem morreu baleado na Nigéria enquanto testava um amuleto à prova de bala para convencer um cliente. Chinaka Adoezuwe, de 26 anos, preparava e abençoava amuletos,