O presidente da Tanzânia, John Magufuli, pediu para que os prisioneiros trabalhem longas horas e sejam punidos se forem preguiçosos. John Magufuli falava na apresentação de um novo