Presidente da Libéria corta salários dos ministros

Primeiro, o Presidente da Libéria, George Weah, deu o exemplo e cortou o seu salário em 25%. Agora é a vez dos ministros e dos chefes das empresas públicas. As medidas fazem parte de um pacote de austeridade governamental para fazer face à crise económica na Libéria. O Executivo aprovou, na semana passada, uma dedução de 10% dos salários de todos os ministros e dos chefes de agências autónomas e empresas públicas. “A disparidade salarial…

"Presidente da Libéria corta salários dos ministros"