Os co-réus Manuel Tocova e Pedro Maria foram condenados a dez meses de prisão, no entanto, as penas foram convertidas em pagamentos de multas diárias de uma taxa