A garantia foi avançada pelo presidente da Gâmbia, Adama Barrow à Comissão Europeia e contraria a formalização da saída da Gâmbia deste tribunal internacional, cuja função principal é