Na tomada de posse do novo governador de Inhambane: Eduardo Mussanhane desafiado a trabalhar em equipa

O Presidente da República conferiu posse, na quinta-feira, ao novo governador de Inhambane, Eduardo Sebastião Mussanhane aquém o desafiou a fortaleça o relacionamento com todas as forças vivas da sociedade, a nível da província. Entre outros aspectos, Filipe Nyusi disse que o novo governador de Inhambane deve-se focar no capital humano e nas potencialidades económicas que a província tem, para o cumprimento da última etapa do Plano Quinquenal do Governo, 2020-2024.

“Por inerência de funções que desempenhava conhece os meandros sociopolíticos, cultural e económicos de Inhambane, e não só, na sua qualidade de antigo membro superior das Forças de Defesa e Segurança, de igual modo e pelas mesmas razões tem um conhecimento profundo das atribuições e competências de um governador da província”, começou por explicar Filipe Nyusi.

O Chefe de Estado sublinhou que em função da sua competência, Mussanhane não precisa inventar a roda para terminar o quinquénio com êxito. Para tal será importar reforçar o relacionamento profundo com as demais forças vivas da província, como seja, a representação do Estado, partidos políticos, o sector privado, as autoridades comunitárias e religiosas, os camponeses e pequenos produtores, a sociedade civil e as autarquias locais, no intuito de assegurar a inclusão e participação de todos no processo de tomada de decisão.

“É importante reorientar as atenções para as potencialidades que a província possui, com destaque para potencial turístico, riquezas agrícolas, pescas, recursos minerais entre outros. Sempre deve ter em conta que a maior riqueza que a província de Inhambane possui é a sua boa gente, é o seu capital humano, isto é, é a sua população muito trabalhadora”, alertou.

Eduardo Sebastião Mussanhane substituiu ao cargo Daniel Chapo, eleito candidato às eleições presidenciais de Outubro, pelo partido Frelimo. Reconhecido pela uma rectidão, enquanto Presidente da Assembleia Provincial, Eduardo Mussanhane trabalhou em estreita articulação e de forma colaborativa com o então Governador, Daniel Chapo, durante os quase 5 anos, não se reportando nenhuma crise entre os órgãos de governação descentralizada na Província de Inhambane.

Refira-se que Eduardo Sebastião Mussanhane nasceu na localidade de Gotite, no Distrito de Morrumbene, Mussanhane, em 1957, tem uma formação superior em Ciências Jurídicas e Direito das Empresas.

No campo profissional, Mussanhane acumulou uma vasta experiência em posições de liderança no sector policial, destacando-se como Comandante Nacional da Polícia de Trânsito e Director Geral do Serviço Nacional Penitenciário de Moçambique.

Na sua visão sobre a importância da inclusão social e económica, entende que o desenvolvimento sustentável de Inhambane deve incluir jovens, mulheres e combatentes, promovendo a transmissão de valores que fortaleçam a coesão social.

Mussanhane acredita firmemente que, ao cultivar estes valores, Moçambique pode construir uma nação onde cada cidadão tem a oportunidade de contribuir para o bem comum.

“As riquezas naturais, incluindo recursos pesqueiros e uma biodiversidade marinha impressionante, são activos valiosos que podem ser explorados de forma sustentável para gerar emprego e renda”. Além disso, segundo Mussanhane, o potencial de hidrocarbonetos e áreas pesadas oferece oportunidades significativas para investimentos e crescimento económico, destacando ainda a importância da agricultura, com culturas como caju, coco e mandioca, continua sendo uma base sólida para a economia local.

Mussanhane quer investimentos em infra-estrutura, educação e saúde, garantindo que os benefícios do desenvolvimento cheguem a todas as comunidades.

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Content Protection by DMCA.com