CNE nao adianta datas para o processo que apurará o substituto do assassinado Amurane. A Comissão Nacional de Eleições (CNE) confirma que em face do assassinato do presidente