Economistas alertam para a possibilidade de Moçambique entrar num novo ciclo que poderá terminar com uma outra crise de maior dimensão que a actual, se não forem feitas