O Dr. António Frangoulis defende que é legitimo que um estado crie manicómio para cuidar dos seus doentes mentais ( loucos), mas o estado não pode transformar o