Falso Magistrado é condenado a dois anos de prisão

Joaquim Tivana, que alterou fraudulentamente categoria profissional para ganhar mais, vai cumprir pena alternativa, prestando serviços de limpeza e outros no Conselho Municipal da Beira. O assistente de oficiais de justiça da Procuradoria Provincial de Sofala, Joaquim Alberto Armando Tivana, de 30 anos de idade, que vinha sendo julgado na cidade da Beira, em conexão com a alteração fraudulenta de categoria profissional em benefício próprio, foi ontem condenado a dois anos de prisão. Por decisão…

"Falso Magistrado é condenado a dois anos de prisão"