É um caso insólito e, no mínimo, de bradar aos céus. O conceituado músico Wazimbo foi interpelado, algures na zona baixa da cidade de Maputo, por um vendedor