Nyusi diz que Governo será implacável contra autores de ataques em Cabo Delgado

Em mensagem para marcar mais um aniversário da independência nacional, Filipe Nyusi pediu à Renamo que acelere o seu processo de desmilitarização

O Presidente moçambicano apelou aos responsáveis pelos ataques armados que desde Outubro passado desestabilizam a província de Cabo Delgado, a cessarem as suas acções e apresentarem as suas reivindicações aos órgãos do Estado.

Ao intervir no dia em que se assinalam os 43 anos da independência nacional, Nyusi afirmou, no entanto, que o Governo será incansável na neutralização dos grupos armados que têm protagonizado ataques no norte do país, assinalando a atuação implacável das Forças de Defesa e Segurança na zona.

“Não descansaremos enquanto os seus perpetradores não forem neutralizados e responsabilizados, para isso as nossas Forças de Defesa e Segurança estão no terreno, firmes e implacáveis”, afirmou o chefe de Estado na declaração à nação na Praça dos Heróis em Maputo.

Na sua primeira intervenção sobre instabilidade que já matou dezenas de civis em Cabo Delgado desde Outubro, Filipe Nyusi condenou os ataques classificando-as de hediondos.

“Trata-se de actos hediondos que repugnam a todos, porque atentam contra a ordem pública e semeiam luto nas famílias moçambicanas”, declarou Nyusi.

Diálogo político

Na sua mensagem por Filipe Nyusi exortou a nova liderança da Renamo a dar celeridade ao processo visando a sua desmilitarização que deve acontecer o mais breve possível.

“O desarmamento é urgente e deve começar já e apelamos à nova liderança da Renamo para dar celeridade ao processo, dentro do cronograma que já tinha sido acordado com Afonso Dhlakama”. exortou o Presidente moçambicano.

VOA

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *