FDS criam comando operativo para Macomia e Quissanga

As Forças de Defesa e Segurança apertam o cerco contra grupos de jovens assassinos que, à calada da noite, actuam nos distritos do litoral de Cabo Delgado, semeando luto e destruindo várias infra-estruturas, sobretudo habitações.

Numa acção liderada pelo Ministro do Interior, Basílio Monteiro, acaba de ser instalado o reforço do comando operacional, dirigido por oficiais ao mais alto nível.

Segundo o Ministro do Interior, a instalação do comando operativo surge depois de uma análise da situação operativa no terreno, com as Forças de Defesa e Segurança, e foram identificadas algumas linhas de fraqueza e a aposta foi nos pontos fortes que caracterizam as operações que tinham sido iniciadas.

Basílio Monteiro assegurou que o comando operacional para Macomia e Quissanga está a funcionar a partir das zero hora deste sábado, visando a reposição da ordem e a normalização da vida das populações.

O Ministro do Interior mostra-se optimista em relação aos resultados das operações de perseguição dos malfeitores, tendo em conta a predisposição das populações locais em contribuir nesse sentido.

“A nossa presença como Força de Defesa e segurança é precisamente esta. Persegui-los até a exaustão, encontra-los e tornar Mucujo, Quiterajo, Quissanga e qualquer ponto da província de Cabo Delgado livre da acção criminosa desses malfeitores” – disse Basílio Monteiro.

Apesar do esforço das Forças de Defesa e Segurança, em repor a ordem e a tranquilidade, a situação de instabilidade ainda prevalece com centenas de famílias a abandonar as suas zonas habituais de residência, a procura de refúgio.

Noutros casos, porém, algumas famílias estão empenhadas na reposição das suas habitações destruidas e ou incendiadas pelos assassinos.

Este sábado, no entanto, o Ministro do Interior interage com a população da aldeia de Namaluco, em Quissanga, atacada por homens armados na madrugada desta quinta-feira, onde foram decapitadas sete pessoas e incendiadas mais de duzentas casas.

(RM-Cabo Delgado)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *