“Responsáveis pela dívida pública devem ser responsabilizados” – Representante do FMI em Moçambique

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considera ser legítima a posição que vem sendo defendida pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, e demais actores da sociedade, sobre a necessidade de partilha de responsabilidades com os credores das Empresas EMATUM, MAM e PRÓ-ÍNDICUS.

O Representante Residente do FMI em Moçambique, Ary Aisen, diz que os responsáveis pelo empréstimo que causou danos ao país devem ser responsabilizados.

“A Procuradoria-geral da República já mencionou que pediu apoio de diversos países dos quais, pessoas estão envolvidas, organizações estão envolvidas, nesse caso das dívidas. É preciso aguardar o desenrolar desse processo. Concordo que tanto dentro e fora de Moçambique, os responsáveis realmente precisam responder pelo dano causado ao país mas a decisão é um tema soberano da própria Justiça. Vamos aguardar então o desenrolar desse processo. Quem aguarda são os moçambicanos e eu torço para que realmente sempre seja um futuro brilhante e acredito que vai acontecer em bom tempo”, disse.

Ary Aisen falava esta quinta-feira, em Maputo, numa palestra dirigida aos estudantes da Universidade Pedagógica, subordinada ao tema: Conjuntura Económica de Moçambique, para além das Estatísticas e Políticas Económicas.

Para Aisen, deve-se aguardar, agora, pelo resultado do trabalho que está a ser desenvolvido pela Procuradoria-Geral da República.

( RM)

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *