Real Madrid vence Liverpool e conquista 13ª Liga dos Campeões

0
120
O Real Madrid conquistou pela terceira vez consecutiva a Liga dos Campeões de futebol, ao vencer o Liverpool, por 3-1, na final disputada em Kiev

O Real Madrid conquistou pela terceira vez consecutiva a Liga dos Campeões de futebol, ao vencer o Liverpool, por 3-1, na final disputada em Kiev. O francês Karim Benzema inaugurou o marcador aos 51 minutos, mas quatro minutos depois o senegalês Sadio Mané empatou, antes de o galês Gareth Bale bisar, aos 64 e 83.

Com este triunfo, o Real Madrid, que venceu quatro das últimas cinco edições, passou a somar a 13 títulos de campeão europeu, enquanto o Liverpool se mantém com cinco troféus. Ronaldo soma sexto título consecutivo de melhor marcador futebolista português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, tornou-se hoje o melhor marcador da Liga dos Campeões pela sexta vez consecutiva, apesar de ter ficado em branco frente ao Liverpool na final. ‘Rei’ absoluto dos goleadores da história da ‘Champions’, com 120, em 157 jogos, contra 100 de Lionel Messi, em 125 encontros, o capitão da seleção lusa foi o melhor concretizador em 2007/2008 e nas últimas seis épocas.

Na presente edição, Ronaldo, que apontou 15 golos — terceiro melhor , marcou nos primeiros 12 encontros da prova, mas acabou por ficar em branco nas duas mãos da meia-final e na final. Ainda ao serviço do Manchester United, Ronaldo foi o melhor marcador pela primeira vez em 2007/08, com oito golos, mas Messi respondeu com quatro títulos consecutivos, ao marcar nove em 2008/09, oito em 2009/10, 12 em 2010/11 e 14 em 2011/12.

Depois, voltou a ser de novo a vez do internacional luso, que marcou 12 golos em 2012/13 e um recorde de 17 na temporada seguinte. Em 2014/15, Messi manteve um título de vantagem, mas passando a liderar por 5-4, já que ambos marcaram 10 golos, tal como o brasileiro Neymar, o único jogador que se intrometeu nesta luta na última década. Na temporada seguinte, Cristiano Ronaldo selou o segundo melhor registo de sempre, com 16 tentos, e igualou os cinco cetros do argentino.

Em 2016/17, Messi parecia imparável, depois de uma primeira fase com 10 golos, em cinco jogos, contra apenas dois de Ronaldo, em seis.

O avanço ainda cresceu para 11-2, com o argentino a marcar nos ‘oitavos’, na ‘remontada’ ao PSG (6-1). Mas, o jogador luso ‘renasceu’ nos quartos de final, frente ao Bayern Munique, com um ‘bis’ na Alemanha (vitória por 2-1 do Real Madrid) e um ‘hat-trick’ no Bernabéu (triunfo por 4-2, após prolongamento).

Zidane é o primeiro treinador a conquistar três títulos consecutivos. O francês Zinedine Zidane tornou-se hoje o primeiro treinador a conquistar três títulos europeus consecutivos, ao conduzir o Real Madrid ao triunfo frente ao Liverpool, por 3-1, na final da Liga dos Campeões.

O francês, que tinha vencido uma Liga dos Campeões como jogador, igualou, com três títulos, o inglês Bob Paisley e o italiano Carlo Ancelotti, embora estes não o tenham conseguido de forma consecutiva.

Paisley conduziu o Liverpool aos títulos da então Taça dos Campeões Europeus em 1976, 1977 e 1981, enquanto Ancelotti foi campeão, já na era ‘Champions’ em 2003 e 2007 com o AC Milan e em 2014 com Real Madrid. Zidane, de 45 anos, deixa para trás um conjunto de 17 treinadores que conquistaram duas Taças dos Campeões/Ligas dos Campeões, entre os quais o húngaro Béla Guttman, campeão pelo Benfica em 1961 e 1962, e o português José Mourinho, que venceu com o FC Porto em 2014 e com o Inter de Milão em 2010.

CM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here