Maríngue felicita Nyusi pelo esforço na busca da Paz

A população do distrito de Marínguè saiu ontem em massa para receber de forma apoteótica o Presidente da República, Filipe Nyusi, que se encontra de visita à província de Sofala.

Em mensagem apresentada no comício, que teve lugar no povoado de Nhamapaza, posto administrativo de Subuè, a população disse que está com o Chefe do Estado na sua agenda de busca incessante da paz e promoção do desenvolvimento.

No seu discurso, o estadista moçambicano felicitou a população do distrito de Marínguè pelo facto de não se ter distraído em nenhum momento, encorajando-a a apostar no aumento da produção e da produtividade para fazer face aos desafios que o distrito enfrenta.
“Quero agradecer do fundo do coração e felicitar à população do distrito de Marínguè, isto do fundo do coração porque não se distraiu em nenhum momento. Compreendeu os processos e o crescimento do país, mas não se distraiu”, afirmou, segundo o enviado da AIM, Santos Nhantumbo.

Nyusi disse que com o fim das hostilidades estão criadas as condições para juntar forças e desenvolver as actividades produtivas, aproveitando as potencialidades agrícolas do distrito que se tornou célebre ao acolher uma das maiores bases da Renamo durante os 16 anos de guerra.

Na campanha de 2016/2017, o distrito produziu cerca de 45 mil toneladas, mas nesta campanha em curso teve 152 mi toneladas, cerca do triplo da produção agrícola da época anterior.

“Parabéns Marínguè. Estão a mostrar que são um povo para trabalhar e um povo para resolver os seus problemas”, afirmou o Presidente da República, acrescentando que “vamos nos unir para que não haja mais conflitos no país”.

Nyusi reconheceu que a guerra retardou a viabilização de vários projectos tais como a reabilitação ou construção de estradas e pontes, entre outras infra-estruturas socioeconómicas no distrito, província e resto do país.

Destacou que com o advento da paz efectiva, “há condições para trabalhar” e atrair investimentos.
Nhamapaza ligado

à rede eléctrica nacional

Ainda hoje, o Presidente da República inaugurou a rede eléctrica do povoado de Nhamapaza, no posto administrativo de Subuè, no distrito de Marínguè, no prosseguimento da sua visita à província de Sofala.

A corrente é da rede nacional integrada da Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB), num investimento da Electricidade de Moçambique (EDM), no âmbito do seu projecto de electrificação, visando levar energia a mais comunidades.

Para a efectivação do projecto, a empresa pública investiu cerca de 65 milhões de meticais (cerca de 1,07 milhão de dólares ao câmbio actual).

A linha da rede eléctrica com uma extensão de 31 quilómetros, alimenta até este momento, pelo menos 72 empreendimentos entre instituições, clientes comerciais e domésticos.

Até final deste ano, a empresa prevê levar a energia a mais de 500 famílias.

A rede parte de Marínguè passando pelo posto administrativo de Subuè até chegar ao povoado de Nhamapaza.

Cláudio Dombe, chefe do departamento da electrificação social da EDM, revelou à AIM que a próxima fase será a electrificação do posto administrativo de Canxixe, num investimento da empresa na ordem de 70 milhões de meticais.

Jornal Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *