Nini Satar reage perante a pouca vergonha dos looks da gala Viratoques

Crítica construtiva

A poucos minutos atrás, entrei nas redes sociais e deparei-me com as nossas “famosas celebridades “ moçambicanas, fiquei horrorizado pelas vestimentas das ditas musas de Moçambique.

Sabe se que era uma noite de gala promovida pela vodacom, onde devia se vestir a rigor e para impressionar.
Mas as notas ditas vedetas acho que não entendem o que è uma noite de gala ainda com tapete vermelho.

Nossos músicos Moçambicanos tem sempre reclamado que não tem o direito valor na sociedade, mas primeiro deviam se de dar ao valor e respeito.
Não devíamos imitar outras culturas, mas sim promover a nossa, ter orgulho do seu país e ser exemplo para os mais jovens.
Não devemos esquecer que um ídolo deve ser exemplo para os seus fãs, assim os jovens terão um mentor e alguem para se inspirar.

Vejam algumas fotos, a Matilde Conjo faz pouco da sua religião cristã, faz se passar de uma freira com a roupa apertada, com uns óculos com cigarros e ainda mais com uma cruz e uma garrafa de bebida 2M onde bebe na sessão de fotos.
Mas afinal que respeito é esse pelos fãs?

Vejamos a Yolanda Boa, esqueceu que tem familia que vai ver as fotos, vestiu nada.

Uma outra que diz se ser Barbie de Moçambique, aparece coberta cheio de notas com o cabelo descolorado com água oxigenada.

Por exemplo, o Mc Roger sempre aparece decente, pode até ter seus exageros, mas sempre dentro dos limites de um cantor, de uma celebridade.
Ser extravagante não é aparecer nu no meio das pessoas.

Vamos deixar de imitar a Rihanna, a Jennifer Lopez e ser quem nós somos, vamos fazer os outros imitarem a nós.

Nini Satar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *