Devido ao encerramento da clínica, na Beira: Policlínica reorienta doentes com suas consultas marcadas

Expediente para esclarecimento das causas que levaram à suspensão já se encontra com a Inspecção da Saúde de Sofala

A suspensão temporária, há uma semana, das actividades da clínica privada, Policlíca, na Beira, está a afectar os doentes com consultas marcadas antes de o estabelecimento em referência ser encerrado, para além dos que estão na fase de controlo de várias enfermidades.

Como alternativa, eles são reorientados para outras unidades sanitárias, enquanto não se esclarecem as questões que levaram à interrupção do funcionamento daquela unidade.

A clínica, sita na rua do Condestável, foi encerrada no dia 13 de Fevereiro corrente, por ordens da Inspecção de Saúde de Sofala.

A medida deve-se a suspeitas de funcionar com equipamento cirúrgico do Hospital Central da Beira (HCB), para além de usar, na hora do expediente, o pessoal médico do maior estabelecimento sanitária da região centro do país.

Outro aspecto que levou ao encerramento do hospital privado, segundo o inspector de Saúde de Sofala, Lisboa Ricardo, que anunciou a decisão, em conferência de imprensa, tem a ver com a questão de biossegurança (higiene e limpeza).

Uma fonte da Policlínica da clínica contactada pelo “Diário de Moçambique” assegurou ter providenciado à Inspecção de Saúde de Sofala, o expediente para o esclarecimento das suspeitas.

Dos documentos enviados, incluem confirmativos de compra de equipamento cirúrgico, certificado de importação, documentos de desalfandegamento, para além de contrato e facturas de pagamento pela incineração, no HCB, do lixo hospitalar produzido pela Policlínica.

A clínica continua encerrada em cumprimento das ordens da Inspecção de Saúde. Por causa disso, estamos a posicionar os nossos doentes, alguns a fazer penso, outros na fase de controlo, de forma a recorrer a outras unidades sanitárias. Estamos a colaborar com a Inspecção para que a clínica seja reaberta com brevidade” – referiu.

DM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *