Desabamento de lixo mata 16 pessoas em Hulene

Depois da tragédia dessa segunda-feira, o Conselho Municipal da cidade de Maputo diz que a tragédia vem provar que é preciso acelerar o processo de retirada da lixeira do Hulene daquele local.

“Estamos a trabalhar no sentido de encerrar a lixeira e estamos já em passos avançados. Esta situação só veio nos mostrar que tínhamos de acelerar os passos, mas nosso trabalho continua, aliás, nunca chegou a parar’’, disse Yolanda Manuel, Vereadora para a área de Saúde e Acção Social, da edilidade da cidade de Maputo.

Questionada sobre as acções que já foram levadas a cabo, a vereadora avançou que não pode entrar em pormenores. “Posso garantir que o trabalho já está avançado para garantir o encerramento da lixeira. De igual forma, grande parte das pessoas que residem aqui já tinham sido reassentadas na zona do Chiango, justamente pela situação precária na qual se encontravam aqui, mas muitos regressaram”, acrescentou.

De referir que o deslizamento de terra ocorrido durante a madrugada desta segunda-feira fez 16 mortos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *