Trump envia carta aos líderes africanos, expressando profundo respeito pelo continente, muitos lideres africanos ficaram alarmados com as duras palavras.
Internacional Politica

Trump envia carta aos líderes africanos, expressando profundo respeito pelo continente

Em uma tentativa de aliviar o protesto gerado por sua declaração “Países de merda”, Trump dirigiu uma carta na quinta-feira passada aos líderes africanos, que se encontravam em Addis Abeba para discutir as prioridades do continente em 2018.

Segundo a Associated Press, Trump declarou que “respeita profundamente o povo da África“.

Os comentários de “Países de merda” de Trump, feitos durante uma reunião política sobre imigração no início deste mês, chocaram e consternaram muitas pessoas na África, especialmente líderes africanos. O presidente da Comissão da UA comentou, na semana passada, na Cúpula da UA, que o continente estava “francamente alarmado” pelos comentários de Trump.

Em um Fórum Econômico Mundial na última sexta-feira em Davos, Trump se encontrou com Paul Kagame, do Ruanda, que recentemente substituiu o Alpha Condé da Guiné por ser o presidente interino da União Africana. Kagame disse que eles tiveram “boas discussões” sobre questões económicas e relacionadas ao comércio, comentando ainda que “a UA está ansiosa para trabalhar com os Estados Unidos“.

Trump, por sua vez, chamou a reunião “uma honra” e Kagame “um amigo”. Trump enfatizou uma parceria que “protege a imigração legal”, acrescentando que os EUA querem trabalhar com a África para “comércio livre, justo e recíproco”. “

É relatado que a carta de Trump estendeu seus “elogios mais profundos” aos homólogos africanos, acrescentando que ele respeita sua amizade mútua e valores compartilhados com a África e seu povo.

A carta também mencionou que “as tropas dos EUA estão lutando lado a lado” com soldados africanos contra o terrorismo e o extremismo no continente, acrescentando que seu compromisso com a parceria com a África é “firme”. A carta de Trump concluiu que o secretário de Estado Rex Tillerson fará “Uma visita prolongada” à África em Março de 2018.

No entanto, a carta não revelou detalhes sobre a visita prevista de Tillerson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *