Um grupo de manifestantes vandalizou este sábado as lojas H & M em Sandton, Menlyn Park e East Rand na África do Sul,
Internacional

Sul-africanos vandalizam lojas da H&M após escândalo racial

Um grupo de manifestantes vandalizou este sábado as lojas H & M em Sandton, Menlyn Park e East Rand na África do Sul, em protexto contra  uma fotografia de catálogo que expõe uma criança negra com uma sweatshirt verde onde se podia ler “Coolest monkey in the jungle“, em português “O macaco mais fixe da selva”.

O catálogo da H&M já tinha causado a indignação de várias personalidades, entre elas o jogador de futebol do Manchester United Romelu Lukaku, o jogador de basquetebol Le Bron James e o rapper P Diddy, que chegaram a pedir aos consumidores que fizessem um boicote à marca. Entretanto, também o músico The Weeknd, que colaborou e foi modelo para a H&M, disse que estava de relações cortadas com a marca.

A indignação levou H&M a remover a imagem dos seus sites do Reino Unido e dos EUA e emitir uma declaração, em que faz um pedido de desculpas e acrescenta estar “profundamente arrependida”.

Viva!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *