A Universidade Eduardo Mondlane promoveu no dia 02 de Junho o Professor Brazão Mazula à categoria de Professor Catedrático, na área de Filosofia da Educação.
EDUCAÇÃO

Brazão Mazula promovido à Professor Catedrático – Retrospectiva

A Universidade Eduardo Mondlane promoveu no dia 02 de Junho de 2016 o Professor Brazão Mazula à categoria de Professor Catedrático, na área de Filosofia da Educação.

Para o efeito, Mazula apresentou um projecto de disciplina intitulado “Filosofia da Complexidade: A Complexidade da Sociedade Moçambicana” e uma aula denominada a “A Complexidade de ser Professor em Moçambique e seus Desafios”.

O novo Professor Catedrático defendeu as teses perante um júri composto pelo Reitor da UEM, Prof. Doutor Orlando Quilambo (Presidente) e pelos Professores Catedráticos Armindo Ngunga, da Universidade Eduardo Mondlane, e Kabengele Munanga, da Universidade de São Paulo, Brasil.

No seu projecto, Mazula propõe a introdução da disciplina sobre a paz nas universidades moçambicanas, com vista criar uma sociedade que tenha uma mentalidade de Democracia cognitiva, que saiba conviver numa sociedade multicultural e heterogénea.

Segundo disse, as cíclicas crises políticas, sobretudo as provenientes das eleições, denunciam que a sociedade moçambicana ainda não se encontrou consigo mesma, na sua diversidade cultural e de opções políticas e ideológicas. “Isto significa que o desafio de Moçambique consiste em acertar um sistema político estável para uma paz duradoira”.

Falando momentos após o término das provas, o Reitor da UEM, Prof. Doutor Orlando Quilambo, afirmou que os temas abordados pelo Professor Mazula são um grande contributo ao país. Quanto a disciplina sobre a paz, “penso que é um grande desafio, sobretudo no momento em que vivemos, em que as nossas mentes precisam de ser pacificadas. É sempre bom que tenhamos intelectuais que nos levam a reflectir no sentido de que um país sem paz não poderá se desenvolver”.

Professor Mazula é doutorado em História e Filosofia da Educação pela Universidade de são Paulo. É actualmente docente na Faculdade de Filosofia da UEM. Foi Reitor da UEM e do ISTEG. Publicou várias obras, entre as quais “A Universidade na Lupa de Três Olhos: Ética, Investigação e Paz”, “Pensar a Educação Perfeita: Comemorando Einstein 100 Anos Depois”, Moçambique: Eleições, Democracia e Desenvolvimento” e “A Utopia de Pensar Educação”.

UEM

NOTA:  Houve a  necessidade de republicar o artigo porque depois de um inquérito sobre está grande figura ( Brazão Mazula), notou-se que muitos moçambicanos desconheciam este facto. (UEM graduou Brazão Mazula com o título de Professor Catedrático, na área de Filosofia de Educação).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *