Montepuez Ruby Mining apoia agricultores e inaugura segundo aviário de galinhas

0
213

MONTEPUEZ, MOÇAMBIQUE – As mulheres agricultoras de Namanhumbir terão uma nova fonte de rendimento para as suas famílias, após a abertura de uma segunda quinta de galinhas instalada pela Montepuez Ruby Mining (MRM) para a comunidade.

Esta nova unidade, que será gerida pela Associação Agro-pecuária Ikuro Shatiana, chega poucos meses depois da inauguração de um projeto semelhante pela MRM na aldeia vizinha de Nanune.

Os projectos de criação de galinhas da MRM têm por objectivo o apoio à capacitação e independência dos agricultores locais, principalmente das mulheres, através de práticas de agricultura sustentável e da promoção da criação de galinhas como actividades geradoras de rendimento, contribuindo para uma melhoria dos meios de subsistência e o combate à insegurança alimentar local.

O projecto de Nanune, que se encontra no seu quarto ciclo de reprodução, tem demonstrado grande sucesso com a produção de 2.000 pintos por ciclo e serve de exemplo para a associação de Namanhumbir que conta com dois galinheiros de 1.000 aves cada um, com o intuito de possibilitar que os ciclos de criação sejam espalhados de forma mais uniforme.

Administradora do Distrito de Montepuez, Etelvina Rita Joaquim inaugurando o aviário

A Administradora do Distrito de Montepuez, Etelvina Rita Joaquim Fevereiro inaugurou o projecto de criação de galinhas de Namanhumbir a 7 de Março de 2017. O evento iniciou-se com um corte de fita e contou com a presença de 12 outros membros do governo distrital.

“Ao trabalhar em parceria com o governo local e as comunidades, a MRM está empenhada em garantir que as comunidades locais, nas áreas em que opera, estejam capacitadas para melhorar as suas condições de vida de forma sustentável”, afirma Gopal Kumar, Diretor-Geral da MRM.

A Administradora Distrital não só apoiou as afirmações de Gopal Kumar, como pediu à associação que tomasse posse total do projeto, de forma a assegurar a sua existência e sustentabilidade a longo prazo.

“A agricultura é uma tradição fortemente enraizada na cultura moçambicana. O projecto de criação de galinhas não só permite aos agricultores continuar a prática do seu ofício, como também assegura uma fonte sustentável de rendimento para a melhoria das suas condições de vida”, afirmou o Director de Sustentabilidade da MRM, Isaac Muchendje.

Este projecto faz parte da actual Estratégia de Desenvolvimento Comunitário da MRM que pretende melhorar o desenvolvimento socioeconómico das comunidades que a rodeiam, envolvendo-se e cooperando com as comunidades nos seus locais de origem, a fim de obter soluções sustentáveis a longo prazo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here